Dia Internacional da Mulher- Reflexões de uma Disco

por Cláudia Isabel em domingo, 7 de março de 2010

Olhando criticamente a nossa geração e as gerações anteriores, sinto laivos de angústia e sentimentos de "paraíso perdido"... Vejo uma juventude ou formatada e acrítica, ou fútil e desenformada, ou inculta e mal informada, vejo uma sociedade que perde o seu rumo, uma sociedade que só dá mais e mais do mesmo! Muitas vezes me ponho a pensar em que conseguimos ser nós bons afinal? Já não lutámos por nada, só sabemos seguir o sabor podre de uma sociedade em Ruína...



Daqui a algumas horas Será o Dia Internacional da Mulher e sinceramente gostaria de poder dar os Parabéns a todas Nós Mulheres... Mas não consigo... A minha mente imatura e limitada, talvez conservadora ou de "mau feitio", não o deixa fazer de consciência tranquila e de alma aberta, pois sinceramente, não acho que a mulher esteja de Parabéns contemporaneamente!



Tantos Vivas dados à emancipação da Mulher mas nela só consigo ver a sua escravização e perda de dignidade e até de respeito, um respeito que ela perdeu por si própria... Porque estarão as famílias desestruturadas? Porque durarão tão pouco tempo os casamentos? Será somente porque a mulher ficou mais independente, será somente porque "não atura mais machismos", será somente "uma educação cada vez mais errada" ou haverá algo mais, talvez algo de mais sexual e animal, que radica nisto… Será que a mulher garante toda a sua Dignidade?



Será que A Mulher adquiriu o seu estatuto de Mulher na Sociedade ou será que a Mulher se Tornou Homem e se Torna a cada momento mais parecida com ele....



Estas frases podem parecer muito ligeiras mas envolvem uma crítica voraz a coisas que já hoje são perceptíveis e valorizáveis, não pretendo que se adivinha o que eu penso, pretendo que se reflicta mais e se pense mais porque Afinal, Todos nós chegámos lá Sozinhos!



Não dou os Parabéns à Mulher, peço só a cada Mulher e a Mim Mesma, que pensemos mais cuidadosamente naquilo que somos desde a promiscuidade de uma Disco, À violência Doméstica, à acumulação de Trabalho Doméstico e Fora de Casa, desde Quebra dos Casamentos e à Desestruturação Familiar, Desde AO Valor que Atribuímos ao Nosso Corpo e que deixámos que Atribuam...



Porque a culpa não tem de ser só do homem e porque não temos só de lhe apontar o dedo, talvez só tenhamos de ver se a evolução foi correcta e se vale apena o mesmo sentido!!



Dia Internacional Da Mulher.... 8 de Março

4 comentários

apoio este texto.

devo dizer que, se as mulheres se estão a assemelhar aos homens, esse será a mais óbvia origem de problemas que o sexo feminino lida actualmente.
nada de bom há nisso.

nem vice-versa.

by mpr on 8 de março de 2010 às 00:01. #

Não concordo nada com o texto, aliás, cheguei a meio a achar que ele tinha sido escrito pelo Manel... Não vejo qual o problema das mulheres hoje em dia se comportarem como "homens" ou serem promiscuas ou seja o que for. Cada um faz aquilo que quer e se calhar é por hoje terem liberdade para fazerem o que querem que existem famílias desestruturadas ou mais divórcios: as mulheres já não servem apenas para lavar a roupa ou aturar o facto de o marido ter outra fora de casa.
Portanto, embora não concorde com o dia internacional da mulher, acho que se concordasse daria os parabéns às mulheres, por finalmente terem passado a viver fora das amarras de anos e anos se submissão!

by Daniela Ramalho on 8 de março de 2010 às 00:53. #

Também não concordo com o texto ..acho que os problemas com que o sexo feminino lida actualmente radicam sim duma mentalidade que não muda.
Também não vejo nada de mal em se assemelharem mais aos homens, em fazerem o mesmo que eles fazem, aliás pensar o contrário é que seria descriminatório,e provém dum pensamento masculino que se assusta com a proeminência feminina e continua a reprimi-la mesmo que não directamente.Provavelmente muitas causas de divórcios serão homens que não sabem lidar com a "nova" posiçao da mulher na sociedade, e muitos continuam de certeza a não suportar que uma mulher tenha mais "sucesso" do que eles.

Julgo que ainda hoje a mulher usa espartilho simplesmente passou a ser invisivel e aí é que esta o fulcro da questão.

by Angelina on 9 de março de 2010 às 20:56. #

Poderia dizer muitas coisas acerca deste texto, já que não concordo com uma linha do mesmo, mas resumo apenas nisto:
por se ser mulher, não se entende que se tenha que ser melhor. a competência e valor não vem ao caso. isso, é humano, isso é uma característica de cada ser. daí que, por muito que cries oportunidades, é ridículo esperares que por ser mulher, vai ser melhor.
a questão não é essa, não é de fim, é de meios: dar a oportunidade, porque o raio da população é composta pelos dois sexos. e porque, se em hipótese, a população fosse 50/50% homens e mulheres, é simplesmente capital humano que se perde. aparte isso, são meros direitos, é algo que não deve ser um instrumento de salvação. é um direito ou uma míriade deles, que lhes assiste, pra fazerem e serem o que bem entenderem.
as dificuldades muitas vezes evidenciam os heróis, como as mulheres que morreram para conseguirem a jorna diária igual. mas não é orgulho apenas que poderia sentir: é realmente lamentar as vidas que se perdem e perderam. elas e as famílias querem bem lá saber de ter morrido ou não e de isso emocionar alguém. foi apenas injustificado, desnecessário, afectou muitas vidas sem um mínimo de razão de ser.

by joana on 10 de março de 2010 às 17:00. #