" Burucratus" Histórias e Vicissitudes do funcionamento das instituições burocráticas portuguesas!

por Duarte Canotilho em sexta-feira, 19 de março de 2010

Burucratus é um filme da autoria de Alexandre Oliveira e Telmo Marques, e passa-se numa repartição de finanças muito proxima da nossa faculdade.
O Enredo fala-nos sobre 2 rapazes que mandatados por um grupo de feministas, tentam dar inicio de actividade a uma associação jovem. Começando pela conservatória, temos logo um cenário negro em que os protocolos assinados com outras instituições, nomeadademente o IPJ, não sao reconhecidos a nivel nacional, mas apenas naquelas conservatórias que lhes interessam. As peripécias são muitas, e vale a pena ver mesmo o filme, nomeadamente na parte em que ligam a Alexandre passados 20 dias de ter ido a conservatória , para lhe dizer que afinal a recusa na constituição oficial da associação afinal não tinha fundamento, e que a partir desse dia já la podia ir sem as 30 pessoas para oficializar o acto. Alexandre então num momento de furia pega num cocktail molotov e destroi uma repartição de finanças---
Noutro momento giro do filme vê-se os dois protagonistas a passar 1h30 numa outra repartição de finanças, na qual lhes é dito por um homem (retirado de um scketch do gato fedorento) que não podem iniciar a actividade enquanto não tiverem um livro de actas selado pela junta de freqguesia de paranhos.
No dia seguinte, vê-se o protagonista no seu FORD GT40 a ir até paranhos par selar o livro de actas, quando se depara com a situação de que afinal não é a junta de paranhos a competente, mas (segundo a junta) é sim o escritorio de registos e notariado de paranhos, escritório que tal como a junta fica no "fim do mundo"!!!! e no qual dizem que a entidade competente para selar o livro é as finanças. Após a destruição e vandalização de ambos os sitios, (alias tenho de dar os parabens aos efeitos especiais, que estão ao nivel do AVATAR) dirigimo-nos às finanças onde a punchline do filme entra.
Alexandre pergunta a funcionária, "é necessário selar o livro de actas para declarar o inicio de actividade de uma associação?" Ao que após uns longos 30 segundos ela responde:
"mas quÊ isso é uma interrogativa? -disse ela com ar mesmo de quem o cerebro não funciona -é que se for uma pergunta tem de tirar o tiquet do IVA, pois lá é que respondem a perguntas."
Pois é... fica um excerto do filme aqui descrito, e podem ve-lo numa repartição de finanças proxima de si :)