Se estivesse a representar o pessoal não docente da FDUP chamaria a isto um Paradigma...

por Frederico de Sousa Lemos em quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Depois desta vigésima quinta edição do Tribuna, nenhum de nós terá dúvidas de que estamos perante o Rolls Royce dos jornais universitários. Já a Revista Maria terá o posto equivalente entre as revistas femininas.

Ora, como qualquer estudante de Direito (e digo isto com todo o snobismo possível) é me de todo impossível admitir que, algum dia li, ou sequer passei os olhos pelas páginas da Maria. Nunca o fiz. Nunca. Jamais, como diria o outro. Nah!

Portanto soube da sua existência pela minha namorada. Minto, também é uma snob estudante de Direito. Diremos que foi a minha mãe que um dia me falou vagamente de ter lido a revista no metro. Minto novamente, a minha mãe não anda de metro. Se calhar fui mesmo eu! Mas não pode ser! Ou pode? Não! Sim? Estou confuso... Adiante!

Ouvi então eu dizer que há, na Maria, uma interessante secção equivalente aos anúncios de relax dos jornais, mas mais soft. Típicos anúncios apresentam-nos "homem solteiro, simpático e honesto, procura gata entre os 18 e os 36 anos para uma forte amizade ou algo mais" ou "cavalheiro viúvo procura senhora na mesma situação para relacionamento sério". Com mais ou menos emoção ("nunca encontrei o verdadeiro amor! Não terá um homem direito a amar?") as pessoas que enviam estes anúncios parecem sempre interessantíssimas, apesar de chegarem solteiras aos 36 anos (reparem na minha crítica social, que deixaria orgulhosa qualquer beata de Mondim de Basto!). Parecem, pelo menos até ao desvendar do blind date, aquele momento assustador em que o homem respeitável se revela ser, afinal, o Francisco Louçã. Duas palavras: me-do!

Mas de todos os anúncios que li (ou melhor, que pessoas que leram me contaram, obviamente) dois houve que me chamaram a atenção pelos critérios que exigiam que fossem cumpridos para que uma senhora respeitável pudesse ser seleccionada para o tal "relacionamento sério". Todos sonhamos com uma senhora "de braços grossos, pernas grossas, ancas largas e peitos grandes", certo? Não querendo tornar universal um certo padrão de beleza, parece-me que uma senhora com estas características seria mais cobiçada do que a Scarlett Johansson. Não, esperem... Uma senhora com estas características seria... um monstro! São gostos!

E mulher bonita é beirã! Pelo menos para o senhor que pedia expressamente uma senhora "residente nos concelhos de Celorico da Beira, Gouveia, Mangualde, Seia ou Oliveira do Hospital." Só destes concelhos, pedia o senhor!

Surge-me uma ideia, camaradas da redacção do Tribuna: se são solteiros, livres, descomprometidos e bons rapazes, será de ponderar fazer um Errâncias num (ou em vários) destes concelhos da Beira Alta. Façam me um favor e descubram se a exigência deste senhor tem razão de ser...

PS: O Tribuna está de parabéns. Não por ter publicado o número 25. Mas, por mais uma vez, ter publicado um jornal de grande qualidade, com artigos interessantíssimos dos quais só nos podemos orgulhar.

3 comentários

Ri-me tanto a ler isto..muito bom!

by Pipette on 17 de dezembro de 2009 às 16:37. #

Obrigado Inês, fico contente por partilhares comigo o fascínio pela Maria ;) Havemos de criar um clube de fãs na FDUP! =p

by Frederico de Sousa Lemos on 17 de dezembro de 2009 às 20:36. #

Estiveste bem, Fred :D

by Inês on 18 de dezembro de 2009 às 15:46. #