Orgulho Vareiro

por Frederico de Sousa Lemos em quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Ovar: Cidade do azulejo, do carnaval, do pão-de-ló e de Manuel Godinho.

1. Quantas vezes ouviram, na última semana, jornalistas referindo-se ao "empresário de Ovar"? Muitas! A operação "Face Oculta" teve reflexos visíveis na vida dos habitantes da mui nobre Cidade de Ovar: posso confessar que já fui abordado, por pessoas do Porto, pelo simples facto de termos em comum o Concelho de residência. "Conhecias o Manuel Godinho?" "Então e parece que o teu conterrâneo se preparava para fugir para o Brasil!" E isto obriga as pessoas a falar sobre Ovar! Por razões não muito boas... Mas a verdade é que falam! E estou convicto que o impacto no turismo se vai fazer sentir... Como na Praia da Luz ou na Aldeia da Figueira!

2. Alguém me explica os nomes estranhos (e quase sempre ridículos) que a PJ dá às suas operações? Operação Furacão, Operação Apito Dourado, e agora Operação Face Oculta... Oiço na televisão falar nestes nomes e não me passa pela cabeça que seja algo importante, com nomes destes que fazem lembrar brincadeiras =p

3. Falando a sério, e a propósito de corrupção, é de louvar a atitude do Presidente da Câmara Municipal do Porto que denunciou à PJ a má conduta do dirigente da Autarquia que se preparava para receber luvas. Rio não deixou passar impune a atitude do seu funcionário, e fê-lo com celeridade. Não devia ser estranho constatar a honestidade de um Autarca, mas infelizmente, o mais normal é ouvirmos falar do Presidente de Câmara corrupto. Só com pessoas sérias é que a política poderá ser, finalmente, credibilizada. E Rio deu um pequeno passo nesse sentido.