Paz&Espada

por Manuel Marques Pinto de Rezende em sábado, 26 de setembro de 2009

Primeiro foi o ALCOFDUP, que não era só para políticas, era para tudo.
Foi criado pela Comissão de Curso de 2007/2008, 1º ano.

Depois veio o Há Discussão, que era todo politiquices e assim. Veio gente do Terceiro Anónimo, do Bocas, das Palavras Abstractas, veio gente que nunca blogou antes, veio o Henrique e o Francisco que estavam no Almanaque, e outros que só escreveram um artigo, outros que dois, muitos que nenhum.

O Almanaque foi-se aos poucos. O HD tinha períodos de euforia, e outros de acalmia. Era normal, estava povoado de monárquicos bloquistas, de bloquistas conservadores, de maquiavélicos, de "erasméticos", livre-mercantistas só mais tarde, pró-vidas e pró-mulheres, o que quer que isso seja.

Na altura que publicava mais, o HD morreu. Teve de ser.
É dificil manter um blogue político com tantas opiniões diferentes. Uns vão saindo, todos acabam por deixar de publicar. O único que se vai mantendo, e não é criação da minha geração, é este velhinho Tribuna, que merecia tão mais dinamização. Ou talvez, um critério mais definidor. É que isto das politiquices, digo eu, faz mal às pessoas. Principalmente quando são tantas, tão desvairadas gentes, e tão diferentes.

A história dos blogues acaba por ser a história dos grupos que se conheceram nesse primeiro ano, e depois foram-se academizando, cada um como soube, com políticas e ideologias metidas lá pro meio, muitas criticas literárias e cinemáticas, muitas piadas e ofensas, alianças e desalianças, etc.

Os registos ainda lá estão, para os antigos intervenientes que queiram dar umas valentes risadas.

E a rapaziada nova? Não nos deixam nada para rir um bocadinho?

É que nós fizemos figura de idiotas, claro. Mas ao menos, fizemos um brilharete.

6 comentários

Engraçado... hoje tive a ler o ALCOFDUP. E também pensei um pouco nisto que aqui escreveste.

by Francisco on 26 de setembro de 2009 às 15:57. #

Talvez não deixem blogues, mas de certeza que deixarão outras coisas tão ou mais interessantes.

by João Fachana on 26 de setembro de 2009 às 17:27. #

Manuel,

Não sejas injusto... os alunos da FDUP que entraram em 2008 (do meu ano) desenvolveram intensa actividade na blogosfera FDUP, e os deste ano ainda não tiveram tempo de se adaptar.

Por acaso achei piada à forma como o teu texto me atraiu à discussão marcando assim a minha primeira participação neste espaço. Visito-o com regularidade, como a todos os outros blogues da comunidade FDUP, e por mero acaso na semana passada apercebi-me de um facto curioso:

Existe no TRIBUNA uma lista de blogues da Comunidade FDUP, assim mesmo e muito apropriadamente designado, mas tendo a comunidade aumentado e tendo os responsáveis pela manutenção do TRIBUNA muito mais que fazer do que andar atentos às novidades bloguísticas, lembraram-se de acrescentar, entre parêntesis (porque é de somenos importância), a informação de que esse rol se encontra (desactualizado).

E sabes Manuel, aquela informação de que o rol estava (desactualizado) fez-me rir; e não penses que foi pelo facto e nele não constarem dois blogues sobejamente conhecidos da comunidade FDUP (também por isso dispensam a publicidade), refiro-me ao "Café Odisseia" e ao "Rua dos Bragas, 223", não, o que me fez rir foi a analogia que instintivamente fiz com as estradas portuguesas. Refiro-me àqueles sinais de trânsito temporários e móveis pedindo aos automobilistas para reduzirem a velocidade e circularem com muita precaução pois vão entrar numa via de "pavimento degradado". É que dá muito trabalho arranjar o pavimento!

Dá muito trabalho... É isto que me faz rir... as pessoas têm sempre demasiado que fazer... e tão cansadas que andam de tanto fazer que ficam sem tempo para ajudar seja quem for, seja o que for...

Percebi muito bem o teu repto... mas lembra-te, Manuel, que ninguém anda para se chatear... dá muito trabalho... e todos têm muito que fazer! Anda toda a gente assoberbada de trabalho... (a tratar da sua "vidinha")

Um abraço!

by Estudante de Direito on 26 de setembro de 2009 às 23:40. #

"Estudante de Direito",

Se fosse a si, pensava duas vezes antes de falar. Além de passar por ridículo, ofende-me a mim e a todos os que trabalham no Jornal Tribuna. E, da minha parte, não lhe admito a ofensa. Não admito mesmo. Não me conhece, nem eu o conheço a si, por isso algum tento na língua ficava bem naqueles que ignoram o trabalho dos outros.
Diga-se de passagem que o qualificativo "desactualizado" foi acrescentado, note-se, ontem. Mas talvez tenha toda a razão quando diz que "temos mais que fazer". Pois de facto, um jornal como o Tribuna tem tanta coisa com que se ocupar - especialmente num momento em que comemora o seu 25º número - que por vezes coisas tão simples (sem ironia) como actualizar uma lista de blogs são adiadas com frequência. Não por má-fé, como o senhor quis aqui subtilmente (sem grande classe, diga-se) passar. Simplesmente por falta de tempo e (sim!) disposição das pessoas que se dedicam ao jornal e inclusive a outras actividades académicas paralelas. Por isso mesmo, nem os blogs por si referidos estão linkados nem, pasme-se, quaisquer outros entretanto surgidos no prolixo meio blogosférico da FDUP. Os que lá estão têm o seu registo datado dos primeiros momentos em que o blog foi criado (Maio de 2007) e muitos deles já não estão sequer em funcionamento. Portanto, de momento esqueça lá a coisa da vitimização - ou então dê uma olhadela na página 15 do último número, página dedicada ao curso de Criminologia que teve justamente como objecto de estudo a "Vitimologia". Sempre o ajudará numa dupla vertente: na da vitimização propriamente dita; e, numa mais gravosa para o caso, no conhecimento da realidade deste jornal (que o senhor visivelmente desconhece).
Todavia, como o senhor certamente sabe, num outro blog - Sociedade de Debates -, com o qual o Jornal Tribuna tem aliás as melhores relações, a comunidade da FDUP está permanentemente em actualização, pelo que não se mostra urgente uma actualização paralela no blog do Tribuna.

Deixe-me que lhe diga outra vez para que fique com isto bem claro para si: tento na língua. Não aceito que ofenda como ofendeu este jornal e a gente que nele trabalha. O desconhecimento desculpa muita coisa. Mas as insinuações que o senhor faz, essas, nem a mais monstruosa ignorância desculpa. Poupe toda essa verve maldosa para quando puder falar sobre algo com propriedade.
Quando não for o caso, meta-se aí mesmo onde disse: "na sua vidinha".

Francisco Noronha.

by Francisco on 27 de setembro de 2009 às 00:12. #

Francisco,

Foi uma tirada emotiva e esforçada, mas devolvo ao remetente as suas próprias palavras prenhes de raiva que lhe encaixam como uma luva. O caro colega parece ver monstros onde apenas existem cabeças que pensam… não lhe quero mal, é jovem, aprenderá com os anos.

Cumprimentos,

Luís Paulo

by Estudante de Direito on 27 de setembro de 2009 às 00:44. #

Estudante de Direito. Eu falo como apenas um Estudante que está no jornal tribuna há 4 anos. Eu fiz parte deste projecto desde que cá entrei e foi das melhores coisas que já me aconteceram na FDUP. O tribuna não é só um espaço de discusão e opinião com é como que uma instituição desta faculdade. Insulta-lo de forma tão baixa por se esquecer de publicitar O BLOG RUA DOS BRAGAS 223 (sim, porque foi por isso que ficou tão ofendido, pelo simples facto de não estar aí tão magnanimo e importante blog da comunidade FDUP) é estar a insultar uma instituição desta faculdade que remonta ao inicio do curso de direito em 1995. Instituição essa onde contribuem alunos e professores com esforço e, posso-lhe dizer pessoalmente, com muita dedicação.
Se insulta o tribuna está a insultar não só os directores, como a mim (que tomei o insulto como pessoal) como a todas as gerações que já lá escreveram, como grandes professores da nossa faculdade como a Dra Luisa Neto, O DR paulo Adragão e o Professor Paulo ferreira da Cunha.

Um pedido de desculpas está na ordem do dia. Não a só a mim, não só ao concelho editorial, não só aos professores, mas AO TRIBUNA que é uma instituição e que faz parte desta faculdade que voçê diz que gosta tanto.

by Duarte Canotilho on 30 de setembro de 2009 às 23:54. #