por Francisco em sexta-feira, 5 de junho de 2009

Para além do "ser ou não ser" dos problemas ocos,
o que importa é isto:
- Penso nos outros.
Logo existo.


José Gomes Ferreira

10 comentários

"Mesmo que infelismente muitas vezes os outos não pensem em mim"

Cláudia Isabel

by Cláudia Isabel on 5 de junho de 2009 às 16:38. #

Ouvi dizer que o joao duarte finalmente assumiu a sua homossexualidade.. É verdade?
Atentamente,
O observador Atento

by O observador Atento on 6 de junho de 2009 às 05:34. #

Não lhe sei dizer, caro anónimo.
Mas há quem não assuma a sua... identidade.
Tristes dos sem-nome.

by Francisco on 6 de junho de 2009 às 15:15. #

Sim.
Quem quiser escrever merda pelo menos que assine.
Assim saberei a quem dirigir o meu escárnio.

by Guilherme Silva on 6 de junho de 2009 às 17:08. #

e não tou a ser irónico.

by Guilherme Silva on 6 de junho de 2009 às 17:28. #

É bom que estejas Atento porque o teu IP já cá mora...

Está atento está... Muito atento.

by The Blue One on 6 de junho de 2009 às 18:22. #

Entristece-me como um poema como este, dum poeta como este, apanhou colateralmente com comentários como estes.

Perdoa-nos, JGF.

by Francisco on 7 de junho de 2009 às 00:56. #

Noronha permite-me que te diga; se voces tivessem optado pela Moderação de Comentários como eu vos aconselhei a fazer há uns tempoas atrás isto não acontecia.

E apagar o Comentário ofensivo sobre o Duarte também não teria sido má ideía a meu ver.

É que quem insulta os meus amigos, insulta-me a mim. E isto é valído para todos.

Pensa bem nisto...

Cumprimentos.

by The Blue One on 7 de junho de 2009 às 01:49. #

Pedro,
Eu e o João nunca achámos necessária tal prática. Por uma questão de princípio: simplesmente porque acreditamos (ou queremos acreditar) que o bom-senso e a educação acompanha todos os visitantes do blog do Tribuna.
Quando assim não acontecer, resta-nos lamentar. Ceder a essa tentação castradora de moderar comentários seria dar demasiada importância a anónimos do calibre do "observador atento". Há uns passaritos que também falam e falam e ninguém lhes liga. Mas também não os calam. Porque, enfim, são uns tolos....
São os papagaios!

Obrigado, de qualquer forma, pela sugestão.
Pedia agora que acabassem comentários sobre esta questão e que os próximos, a existirem, versem a poesia.

Um abraço,
Francisco.

by Francisco on 7 de junho de 2009 às 14:03. #

Meu caro,

o IP é dinâmico. Peço desculpa pelo comentário, mas foi apenas a transposição de um boato que corre pelos meandros da faculdade. Mea culpa.

by Observador Atento on 10 de junho de 2009 às 18:26. #