SIRAP

por Luísa em quinta-feira, 2 de abril de 2009

Olho em redor. O mesmo sitio. As mesmas coisas. Pessoas diferentes.
Recordo.
Parecem lugares diferentes. Não tinha reparado no obelisco. Não sabia que aquele ponto branco era a celebração daquele triunfo. Não imaginava que fosse possível encontrar uma grande maçã naquele lugar.
Comparo.
As conversas. Os gestos. O "à vontade". A vida não pára e o ano passou.

quem diria...
As voltas que o mundo dá. E tudo permanece igual.