alea jacta est

por Ary em segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Datas de abolição da escravatura

Hungria: (circa) 1000 (libertava imediatamente qualquer escravo que vivesse, estivesse ou até entrasse no seu território)
Suécia: 1335 (filhos de pais cristãos em determinados feudos; em 1813 foi proibida a participação no tráfego negreiro; em 1846 foi abolida a escravatura, mas os últimos escravos só em 1847 foram comprados pelo Estado e libertados)
Japão: 1587 (apesar da servidão continuar a ser comum até aos anos 60 do século XIX)
Portugal: 1761 (em 1836 nas colónias africanas)
Inglaterra e Gales: 1772
Escócia: 1776
Vermont: 1777 (sim, o Estado americano foi um Estado Independente e só se juntou aos EUA em 1791)
Haiti: 1794 (após meio milhão de escravos se terem revoltado o governador francês achou por mim ...)
Canadá: 1793 (parte do território e não libertava os escravos apenas dizia que aos 25 anos os filhos dos escravos seria considerados livres; em 1803 uma decisão jurisprudencial determinou que a escravatura não era compativel com a lei inglesa
França: 1794 (mas voltaram a trás em 1802; em muitas colónias houve resistências, outras estavam sobre domínio inglês; 1848 foi de vez)
Chile: 1811 (totalmente em 1823)
Argentina: 1813
Grande Colómbia (ou seja, Equador, Colómbia, Panamá e Venezuela): 1821 (Colómbia: 1853; Venezuela: 1854)
República Federal da América Central (Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicaragua, Costa Rica): 1824
México: 1829
Império Britânico: 1833 (a decisão entrava em vigor no dia 1 de Agosto de 1834, mas nas Índias Orientais só a 1 de Agosto de 1838; a Royal Navy foi encarregue de abolir o tráfego em 1807(!), se necessário interceptando navios de bandeira não britânica)
Marícias: 1835
Espanha: 1837 (excepto colónias)
Dinamarca: 1848
Perú: 1821 (ou 1851, ou 1880, ou 1969, é complicado ...)
Moldávia: 1855
Rússia: 1861 (20 milhões de escravos libertados)
Holanda: 1963
EUA: 1865 (desde 1997 mais de 1000 escravos foram libertados dos seus senhores no Sul da Flórida, trabalhavam no sector agrícola)
Porto Rico: 1873
Cuba: 1886
Império Otomano: 1876
Brasil: 1888
Coreia: 1894 (apenas a escravatura herditária)
Madagascar: 1896
Zanzibar: 1897 (tráfico em 1873)
Cião (parte da Tailândia): 1905
China: 1910 (para simplificar)
Afeganistão: 1923
Sudão: 1924 (mas é letra)
Etiópia: 1923
Iraque: 1924
Nepal: 1926 (os trabalhos forçados só foram abolidos em 2008)
Irão: 1928
Marrocos: anos 30
Nigéria: 1936
Qatar: 1952
Arábia Saudita: 1962
Yemen: 1962
EAU: 1963
Mauritânia: 1980 (criminalizada só em 2007; últimos dados a que tive acesso calculam que cerca de 600.000 pessoas continuem sob escravatura, ou seja 20% da população)
Niger: 2003

Em 2005 a ONU estimava-se houvesse 27 milhões de escravos em todo o mundo.