na senda das citações e poemas de renome

por Manuel Marques Pinto de Rezende em domingo, 14 de dezembro de 2008

Nunca durmas todo nu. Pode haver um incêndio, vêm os bombeiros, e depois ficas na rua, todo pelado.

Bruno Aleixo (recentemente dado como não falecido)

6 comentários

lindo. chorei tanto como no dia em que acabei o meu Livro, e no dia em que vi o filme que fizeram com o Livro que eu escrevi, e disse, Fiquei tão contente com este filme como no dia em que o terminei.

by josé saramago on 14 de dezembro de 2008 às 14:45. #

finalmente temos, entre a direita conservadora portuguesa, alguém que defenda valores sociais progressitas.

by francico louçâ on 14 de dezembro de 2008 às 14:49. #

parece-me de extremo meu gosto, que os indivíduos um pouco por toda a esquerda, sejam capazes de ponderar sequer a ideia de dormir sem pijama adequado. depois ficam constipados e os bons cidadãos portugueses de grande moral, é que têm de andar a pagar impostos para sustentar um serviço nacional de saúde que nem sequer usam, porque são utentes do CUF.

by paulo portas on 14 de dezembro de 2008 às 17:24. #

errata: de extremo mau gosto

by paulo portas on 14 de dezembro de 2008 às 17:25. #

este poeta é quase tão bom como eu!

by manuel alegre on 14 de dezembro de 2008 às 17:45. #

está enganado, quem disse essa frase fui eu, em 78, quando era deputado do psd, a concorrer contra o psd e os restantes partidos, e venci pelo cds.
disse-o num comício do ps, a comemorar a vitória com o doutor aleixo.
penso que foi ideia do álvaro cunhal, que era candidato do pnr na altura...

by mário soares on 14 de dezembro de 2008 às 17:48. #