Olhos de ver

por Joana Maltez em quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Hoje, como todos os dias, passei nos mesmos locais, à mesma hora, e por incrível que pareça passei pelas mesmas pessoas. Como se uma repetição do dia anterior se tivesse apoderado de mim! Se ao menos tivesse uma nova maneira de ver as coisas que permanecem sempre iguais...Mas não tenho!
Tenho apenas uma vontade imensa de não voltar a passar pelo mesmo local, nem à mesma hora, e não voltar a ver as mesmas pessoas! Quero sim ver pessoas, mas com olhos de ver e não olhos surdos, mudos, cegos...que não ouvem, nao falam, não observam, apenas veêm aquilo que já foi visto um milhão de vezes.
Acho que é nisto que se baseia a procura de um sentido, que insiste em não aparecer, ou se aparece é efémero e não vale de nada, porque no dia a seguir volto a passar no mesmo local, à mesma hora e a ver as mesmas pessoas.

Joana Maltez

"Percorrer muitos caminhos, voltar para casa, e olhar tudo como se fosse a primeira vez." (T.S.Eliot)