Enquanto dormes

por Joana Maltez em quinta-feira, 16 de outubro de 2008

"Entre muitas outras coisas mágicas que existem, uma é observar alguém que se ama a dormir: ao estar-se alheio a olhares e tomadas de consciência, pode-se por instantes segurar-lhe no coração; vulnerável, é então que ele é tudo, e por mais irracional que pareça, é aquilo que sempre se acreditou que ele fosse, um homem puro, uma criança terna."

Truman Capote, "Travessia de Verão"