Redacção multimédia no Parlamento... Já não era sem tempo!

por João Fachana em quinta-feira, 19 de julho de 2007



Impresa vai ter redacção multimédia no Parlamento


"O grupo Impresa vai ter até ao fim do ano uma redacção multimédia a funcionar no Parlamento. O projecto pioneiro, a nascer pela iniciativa da SIC, foi apresentado, hoje de manhã, na Assembleia da República (AR), e contou com a presença do presidente do grupo, Francisco Pinto Balsemão e de Jaime Gama, presidente do Parlamento.
Esta é mais uma aposta da Impresa na área do multimédia. O objectivo é criar uma redacção convergente que produza conteúdos em vídeo, áudio e texto para a SIC, SIC Notícias, SIC online que contará ainda com a colaboração da redacção do Expresso.
“É um projecto de futuro. Pretendemos levar o Parlamento a todo universo do grupo Impresa de uma forma fácil e rápida”, diz Pedro Dias, coordenador de realização da SIC e um dos mentores da nova redacção multiplataforma.
Anabela Neves, repórter parlamentar da SIC e outra das mentoras do projecto, sublinhou que a nova redacção será digital. E que será criada uma página parlamentar no site da SIC, inspirada na página assinada durante vários anos pelo repórter Parlamentar do Expresso, Daniel Reis.
“A ideia é pegar no projecto que o Daniel Reis tinha no papel e transportá-lo para o online. Uma página que produza interactividade com os cidadãos e que os aproxime da AR.”, disse Anabela Neves.
Esta redacção multimédia vai estar equipada com câmaras digitais, câmara robotizada, banda larga e com sistemas de edição e montagem que vão permitir aos jornalistas enviar informação para as redacções de uma maneira muito mais rápida. Os repórteres vão poder estar no plenário e editar textos e enviá-los directamente para a redacção.
Aproximar a política dos cidadãos
Na apresentação do projecto, o presidente do grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, destacou a importância da iniciativa para a aproximação dos cidadãos à democracia.
“A democracia precisa, cada vez mais, de projectos multimédia que sejam utilizados da melhor maneira para informar os cidadãos. E como o Parlamento é o coração da democracia estamos todos a contribuir para que esta evolua e seja mais perceptível.”
Numa altura em que se discute a concentração de grupos de media, Balsemão sublinhou que “sem grupos fortes [de comunicação social] não se avança para o pluralismo”. Francisco Pinto Balsemão sublinhou ainda, a importância do jornalismo multimédia na estratégia do grupo.
Também presente, o presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, elogiou o projecto e lançou o repto a outros grupos de comunicação."

Carolina Reis, in Expresso.pt (18 Julho, 2007)


Já era mais que tempo da A.R. aderir às novas tecnologias e, promover uma maior aproximação entre a democracia e os cidadãos. Parabéns à Impresa e à Sic pela ideia inovadora que espero francamente que resulte! A isto se chama Serviço Público!

Um comentário

Já que se fala de novas tecnologias, sugiro a substituição do Google pelo Blackle por todos os que estão a ler (bem, admito que continua off-topic lol). O Blackle é o Google, mas com fundo escuro. E usar o google versão-fundo-escuro poupa watts. Se todos optarem pelo Blackle, poupa-se imenso. O valor de watts já poupados surge no motor de busca, abaixo do campo onde se escreve as palavras-chave da pesquisa ;)

De resto, espero que todos estejam a divertir-se imenso (se a época de orais já acabou... não sei bem...) e a preparar-se para a estreia do sistema do Bolonha...

Madalena**

by madalena santos on 28 de julho de 2007 às 21:57. #